3 Motivos para Você Comemorar o “Dia do Trabalhador” Trabalhando!

A boa liderança sabe percorrer diferentes rotas até um objetivo. Descubra as qualidades do líder cartógrafo.
25 de abril de 2018
Como se destacar como um verdadeiro líder?
7 de maio de 2018

1 – Porque você ama o que você faz

“Seu trabalho vai ocupar uma grande parte da sua vida. A única maneira de estar verdadeiramente satisfeito é fazer aquilo que você acredita ser um ótimo trabalho. E o único jeito de fazer um ótimo trabalho é fazer algo que você ama.” – Steve Jobs

Steve Jobs, em 2005, fez um discurso emocionante para 23.000 alunos da Universidade Stanford, na Califórnia, numa cerimônia de formatura.

A ideia é a de que associar trabalho à satisfação é um componente essencial do sucesso. Muita gente toma esse raciocínio como verdade absoluta. Mas com certeza existem exceções!

2 – Porque você se esforça

O trabalho ocupa, sim, uma parcela importante da vida de cada um e é fundamental buscar atividades que dão prazer. Porém, acreditar no sucesso somente pela paixão tem também o problema de diminuir a importância do mérito e do esforço para construir uma carreira.

Gostar do que faz é essencial, mas é preciso estar muito bem preparado para que as expectativas encontrem as oportunidades. Um dos caminhos para vir a amar o trabalho é se dedicar e se aperfeiçoar muito mesmo!

E assim, tornar-se um profissional valioso para a empresa e a área em que atua.

3 – Porque você desenvolve suas habilidades

Como está o seu desempenho no trabalho? Sempre há dia, horário e motivo para se aperfeiçoar e dominar o que quer que se proponha a fazer.

Usar a habilidade como alavanca para moldar a carreira proporciona satisfação a longo prazo. E com satisfação, pode-se dizer crescimento na empresa, destaque, reconhecimento, e, claro, aumento de remuneração!

Entretanto…

Claro que o título do texto foi uma brincadeira! Aproveite o feriado como puder.

Mas saiba de uma coisa:

O nosso trabalho é  parte de um plano de vida, que tenha múltiplas fontes de satisfação além da profissional. Mas é preciso, também, ser crítico nas decisões de carreira.

Afinal, na vida profissional, às vezes fazemos coisas que verdadeiramente amamos e outras que nem tanto, mas que deverão ser realizadas com a mesma energia e dedicação para que o objetivo maior seja alcançado: o seu crescimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *