As 5 Funções Secretas do Coach para Líderes

O Segredo do Bom Atendimento ao Cliente: Suba no Palco
9 de junho de 2016
Como Ajudar seu Cliente a Sair do Sofá
27 de junho de 2016

Hoje eu quero falar com você que quer seguir carreira de coaching.

“Ouse ir além e o poder lhe será dado.” José Roberto Marques

 

Muito se fala sobre o Coach… Mas quem é ele? Onde vive? O que come?

A melhor palavra para definir um coach é desbravador. Ele consegue ver e despertar o que há de melhor em seu cliente.

Afinal, todo indivíduo pode se tornar quem ele quiser através de seu potencial infinito, que pode trazer resultados extraordinários em todos os aspectos de sua vida, seja pessoal ou profissional.

O problema é que nem todos tem consciência desse potencial. As pessoas não sabem do que são capazes. E é aí que entra o coach.

Sua missão de vida? Auxiliar seu cliente a encontrar a si mesmo, bem como seus pontos fortes, para que despertem suas melhores versões. E isso pode vir de diversas formas, como assessorar o cliente (chamado de Coachee), levá-lo a refletir sobre seus objetivos, traçar planos de ações para atingir suas metas e desejos, entre muitas outras coisas.

Ou seja, o Coach fornece suporte para que o indivíduo se transforme e evolua. Então, faz sentido que o coach seja procurado por líderes e profissionais de gestão, para ajudar a melhorar seus resultados.

Precisa de ajuda para se destacar? Um coach pode ajudar!

Precisa de ajuda para se destacar? Um coach pode ajudar!

 

Muitas pessoas no meio empresarial acreditam que o coaching se limita a motivação. Isso é uma grande inverdade! Existem 5 funções que os coaches podem fazer para ajudar seus coachees em posição de liderança e muitas vezes ninguém se dá conta disso. Você sabe quais são?

 


 

1 – Tradutor Organizacional

A maioria dos profissionais de desenvolvimento de aprendizagem concorda que o ponto de partida para o coaching de desenvolvimento envolve ajudar profissionais e líderes a identificarem suas lacunas mais críticas. Embora isso pareça bastante simples, mas é o catalisador para começar o processo de desenvolvimento do profissional.

Ou seja, é uma análise pesada de feedbacks. Críticas, elogios, números e resultados. Quantificar tudo isso para fazer melhorias incrementais em seu desempenho atual. Parece tudo muito simples, mas qual é o problema aqui?

Geralmente, os profissionais são relativamente ingênuos quando se trata de compreender as características de demanda para os cargos hierarquicamente inferiores, mesmo se eles já passaram por eles. Por isso, o coach pode atuar como tradutor organizacional, ou seja, são capazes de ajudar os líderes e outros profissionais a entenderem o gap de informação que existe dentro da hierarquia e assim ajudar a melhorar a comunicação profissional e atingir melhores resultados.

 

2 – Consultor de Desempenho

A maioria das organizações incentiva seus líderes a criarem planos de desenvolvimento de carreira por escrito. O problema é que isso nem sempre é feito da forma mais eficaz. Muitas vezes, as ordens vêm de cima, fornecendo ao líder um gabarito com base na organização do modelo de competências de liderança para buscar desenvolver um plano de carreira para seus colaboradores.

E então, espera-se que o líder crie um processo de capacitação dos seus colaboradores. O problema é que esses planos de desenvolvimento são construídos sem uma forte integração com a função de um líder no trabalho. Acaba se tornando uma função mais obrigatória que um plano que o líder está de fato engajado.

O que o coach pode fazer aqui pelo seu coachee? Assumir o papel de consultor de desempenho, lembrando os líderes de fazer a ligação entre desempenho organizacional e os valores da companhia, de forma a ajudar o líder a capacitar seus colaboradores. O líder deve sempre ter em mente que seu objetivo é capacitar seus colaboradores para trazer benefícios para empresa, e cabe ao coach empresarial lembrá-lo dessa função.

Analisar de perto os resultados desse processo de capacitação também é essencial. Só assim o líder consegue uma avaliação objetiva de desempenho, o que invariavelmente traz para si mesmo um prestígio e destaque na empresa.

 

3 – Avaliador Externo de Processos

Ser um gerente de empresa não é fácil. Muitas responsabilidades e pouco tempo para olhar para si mesmo, principalmente por uma perspectiva externa. E, às vezes, existe algo ineficiente no processo que dificilmente ele consegue ver por não conseguir se distanciar.

Isso é outra possibilidade do coach: analisar o processo por uma perspectiva externa e estratégica para otimizar um processo que, sem ser escrutinado, nunca seria alterado.

O que isso ajuda o líder? Com a visão estratégica do coach, as ações do líder se destacam para os seus superiores, mostrando engajamento e uma procura para se reinventa e melhorar a empresa. Assim os superiores, o próprio líder e seus colaboradores ganham. Não há pontos negativos em ouvir o coach sobre possíveis falhas de processo.

 

4 – Mentor de Aprendizagem

Uma das ações mais eficazes que um líder pode tomar para acelerar sua carreira é abraçar oportunidades para orientação. O papel do coach, nesse caso, é indicar e gerenciar quais habilidades são mais necessárias para seu coachee assumir.

Além de ajudar o coachee a desenvolver seu potencial, cabe também ao coach direcionar as energias do seu aprendiz para serem utilizadas com mais eficiência para atingir seus objetivos de carreira.

5 – Conselheiro de Imagem Pessoal

Não subestime o impacto da sua aparência!

Com o tempo, cada profissional estabelece uma “assinatura” pessoal, que nada mais é que a imagem que apresentamos aos outros. Nossa marca compreende certas qualidades e comportamentos dominantes, que nos distinguem nas mentes daqueles que interagem conosco.

Alguns desses atributos da marca trabalham a nosso favor, outros impedem a nossa capacidade de formar fortes relações de trabalho. É o dever do coach construir a imagem de seu coachee, principalmente se ele tem um cargo de decisão e/ou confiança.

Na maioria dos casos, alguns comportamentos de liderança são tão dominantes e repetitivos que afetam a imagem que os colaboradores podem ter do líder.

Pequenas mudanças, como sorrir para as pessoas, não agir ou responder ações de trabalho com raiva, podem fazer uma grande diferença na forma como os outros percebem a sua marca pessoal. E o coach precisa apontar isso par seu coachee, sempre. A imagem do líder é a imagem da empresa.

 


 

Essas foram algumas formas que um coach pode ajudar profissionais em cargo de liderança. Você já pensou em alguma dessas alternativas? Já faz isso? Muitas vezes, diversificar sua área de atuação pode expandir e muito os seus horizontes!

 

Temos muitas direções diferentes para seguir. Qual é a sua?

Temos muitas direções diferentes para seguir. Qual é a sua?

 

 

Deixe seu comentário e experiência nos comentários.

E que tal conversarmos mais sobre a importância de um coach para os seus negócios? Terça-feira, às 20h, eu vou dar uma aula online gratuita e gostaria muito da sua presença!

O link para o evento no Facebook é este aqui:

Link para Liveclass de Laila Vanetti.

Nos vemos terça-feira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *