Descubra como uma técnica que entra no cérebro do seu cliente pode alavancar as suas vendas instantaneamente!

Top 3: E-books que vão te ajudar a alavancar a sua carreira!
22 de maio de 2017
Saber ouvir aumenta a sua força!
6 de junho de 2017

Você já pensou em poder entrar no cérebro do seu cliente, vasculhar seu modo de pensar e descobrir todas as suas inseguranças? Ok…agora imagine conseguir utilizar tudo isso para convencê-lo a comprar o seu produto ou serviço?

Imagine se isso fosse possível… Imagine!

Bom, não precisa imaginar. Isso é totalmente possível…. E você saberá como.

E sabe por que isso é importante?

Porque a maioria dos empresários que não vendem já cansou de fazer grandes investimentos.

Muitos perdem uma grande quantidade de dinheiro com anúncios, cursos, assinatura de revistas…

E parece que nada dá certo: as vendas continuam em baixa.

Mas, e no seu caso?

Por que você não vende?

Já pensou que você pode não estar apresentando o seu produto ou serviço de maneira eficiente?
Faça um teste:
Peça para alguém ler a descrição do seu produto e dizer o que entendeu.

Se ele não descrever o seu produto exatamente como você esperava ….. ligue o alerta vermelho! Você tem um problema!

E aí, meu amigo, não adianta ter um produto incrível e investir em anúncios. O consumidor não vai comprar!

Você está deixando dinheiro na mesa… Está perdendo muitas OPORTUNIDADES.

Como você apresenta o seu produto para seu público consumidor?

Uma foto? Um preço? Uma promoção?

Será que isso é suficiente para persuadi-lo?

E se você conhecesse uma técnica que aumentasse em 56% suas vendas nas próximas 7 semanas?

Essa técnica existe!

E é infalível – chamada Copywriting. E se é uma técnica pode ser feita por qualquer pessoa. Certo?

Sim. Você precisa utilizar!

A técnica de vendas e persuasão surgiu nos Estados Unidos, mas só há três anos é usada no Brasil, conhecida por pouquíssimos empresários. É um conhecimento pouco explorado ainda em nosso país.

Copywriting tem fundamentos científicos. Ela alia conhecimentos científicos e psicológicos ao comportamento humano, com foco direcionado ao consumo e a vendas.

Poucos estudiosos da psicologia de consumo sabem unir os conhecimentos do cérebro e da mente. E quando usam esse conhecimento poderoso para produzir vendas, o resultado é impressionante.

Portanto, para entender como isso funciona é importante compreender o funcionamento do cérebro e da mente.

Vamos lá…

O nosso cérebro passou por uma evolução histórica até chegar ao “modelo” atual.

Localizado na região da nossa nuca, temos o cérebro reptiliano.

O cérebro reptiliano é responsável pelas sensações mais primitivas de sobrevivência (fome, reprodução, sede, fuga). É instintivo.

E se temos o cérebro reptiliano, por que não corremos disparados feito uma iguana quando nos assustamos?

A resposta para isso está na evolução da espécie. Mais especificamente na evolução do cérebro humano.

Você consegue diferenciar um cachorro de um sapo pelas atitudes?

Por exemplo, não é possível domesticar um sapo. Eles nunca serão leais aos seus donos porque eles não possuem sentimentos/emoções.

Já os mamíferos são domesticáveis porque desenvolveram o sistema límbico, responsável pelas emoções.

Agora, veja o que copywriting tem a ver com isso:

Você já deve ter ouvido a frase “Últimas unidades”, “Só amanhã” ou ainda “Unidades limitadas”.

Quando o seu cérebro escuta essas frases, automaticamente você aciona o sistema límbico.

Afinal, algo desperta em você, certo? “Preciso comprar” ou “Será que é o último mesmo?” (e, nesse caso, inclusive a dúvida pode ser boa – a possibilidade de perder vai te levar à compra).

Enfim, todas essas frases usam uma técnica da escassez (recurso que está dentro da Copy) que acelera o momento de compra do cliente.

Copywriting aciona gatilhos mentais no cérebro humano, que favorecem a decisão da compra.

E aqui vai um segredo dos copywriters:

Só há decisão, se houver EMOÇÃO!

Um exemplo bem prático disso é a foto de um filhote de beagle. Exatamente isso! Quando vemos um filhote de cachorro ou um bebê, o nosso cérebro resgata memórias de algum evento relacionado a essa imagem. E gera, portanto, emoção positiva, que é totalmente favorável à compra.

Um dos segredos da copywriting é encontrar quais imagens e palavras geram esse sentimento no seu cliente.

O mesmo deve acontecer com imagens e palavras que geram repulsa ou medo.

Por exemplo, quando você escuta esta frase: “Garanta a segurança da sua família impedindo que qualquer estranho ronde a sua casa”. Automaticamente, a sua amígdala (do cérebro, e não da garganta… rsrs) entra em ação projetando medo em sua mente.

E o medo é uma das emoções que ocorrem no sistema límbico. E por isso ele te leva a tomar uma decisão de maneira eficiente! No caso, você irá comprar o sistema de segurança.

A Copy é a arte de criar emoções para a compra por meio de palavras certas utilizadas na hora certa.

Lembra que eu estava te explicando agora há pouco sobre o funcionamento do cérebro?

O tema já foi cientificamente discutido pelo ganhador do prêmio Nobel em 2002, Daniel Kanheman, que  demonstrou esse conhecimento em diversos livros, entre eles, o best-seller “Rápido, Devagar”.

Copywriting se utiliza das fraquezas da parte emocional do cérebro para persuadir.

Inúmeras pesquisas demonstram que a decisão é tomada antes da razão.

Agora, vamos voltar um pouco para a evolução do cérebro humano….

Paramos no ponto em que os mamíferos passaram a ter emoção. Certo?

Depois disso, os macacos desenvolveram o córtex frontal, responsável por utilizar ferramentas para conseguir algo. Os primatas, portanto, passaram a usar pedras ou galhos para conseguir alimentos.

Já o cérebro humano possui, além disso tudo, o neocórtex frontal, que é responsável pela razão (ou seja, é aí que o cliente vai começar a questionar o seu produto). E é normal. “Funciona mesmo?”, “São realmente as últimas unidades?”,  “Eu saberei usar?” vão ser algumas perguntas frequentes.

Nessa hora a sua venda cai por água abaixo, certo?

ERRADO! (Ou certo, se você não dominar as técnicas de copywriting).

Errado …. porque, por mais que tenhamos naturalmente o neocórtex frontal para questionar e tentar controlar a nossa impulsividade (veja bem, eu disse TENTAR!), já que quem decide é SEMPRE o sistema límbico.

As nossas emoções tomam conta da nossa impulsividade, e, com isso, não resistimos e compramos o produto. Por isso é tão importante aprender a dominar o sistema límbico – por isso se faz tão necessário saber copywriting.

Uma venda feita de maneira estratégica é uma VENDA FINALIZADA. Não estou aqui para te dar aula de ciência e nem só para te ensinar as técnicas. Estou aqui para te ensinar, passo a passo, pegando na sua mão, uma estratégia de vendas personalizada.

Quero desenvolver o empresário que há em você e aumentar enormemente o potencial que a sua empresa tem, para juntos celebrarmos os seus resultados!

E como fazemos isso?

Não precisa gastar milhares de reais, ler milhares de livros ou contratar uma agência. Eu só preciso de você e de algumas horinhas do seu tempo. De verdade.

Estou legitimamente preocupada com você e com a continuidade do seu negócio.

Lembre-se: uma venda feita com estratégia é uma venda finalizada. E quantas vendas finalizadas você quer ter? Trace a sua meta, e você vai alcançá-la!

Se você estiver interessado em atingir esse resultado, fale comigo por aqui.

Estou te esperando, hein?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *