Empresas para você se inspirar

5 Estratégias de Marketing que deram (MUITO) errado!
2 de maio de 2017
Deu branco: Como Estimular a Criatividade no trabalho?
16 de maio de 2017

Como você já deve saber, estou sempre falando da importância de se manter o foco e ter um bom planejamento para que seu negócio tenha bons resultados, mas nada melhor do que ver alguns exemplos que seguiram na prática essas dicas e… deram certo, não é mesmo?!

Bom, mais primeiro, te convido a refletir comigo: você já reparou que poucas pessoas se perguntam sobre como tudo começou quando veem propagandas ou quando compram produtos de grandes marcas?

Sabemos que não há uma fórmula mágica para que uma empresa se torne referência no mercado e, sabemos também, que o sucesso não vem de um dia para o outro, não é mesmo?  De modo geral, ter capital, visão de mercado e estratégias de desenvolvimento são alguns dos pontos fundamentais para o bom andamento do negócio, mas que levam algum tempo até que seja encontrado o equilíbrio que trará lucro e reconhecimento para a empresa.

Apesar de levar certo tempo até a consolidação de uma marca e a estabilização da empresa, alguns dos grandes nomes que conhecemos hoje têm histórias que fogem do padrão que podemos considerar como o pontapé inicial para a criação do negócio, já que, nesses casos, os resultados obtidos não correspondem à ideia inicial de seus empreendedores.

 

Que tal conhecer algumas dessas histórias para inspirar o seu negócio?

1 – Dando a volta por cima

Às vezes, nas adversidades, quando você pensa em desistir, dar a volta por cima parece impossível. Nessas horas, ter uma boa ideia, capaz de mudar esse cenário, é a única maneira de modificar a situação.

Esse foi o caso da Adidas. Pois é, até essa gigante do comércio já passou por isso. Seu fundador, Adolf Dassler, abriu uma fábrica de tênis com o seu irmão, mas depois de décadas trabalhando juntos, eles tiveram discordâncias que os fizeram fechá-la. Assim, Adolf teve que começar do zero e abrir uma nova empresa, a qual ele deu o nome de Adidas, usando seu apelido (Adi) e as primeiras letras de seu sobrenome (das). E o que aconteceu depois a gente já sabe.

2- Fidelizando clientes

Com tanta competitividade no mercado, dominar seu espaço se torna uma tarefa difícil. Por isso, é importante saber como fidelizar clientes. O melhor exemplo disso é a Apple, hoje considerada a marca mais valiosa do mundo, conseguiu conquistar seus clientes, que se tornaram fiéis desde o lançamento do iPod e mantiveram sua relação com a marca adquirindo os outros produtos que ela oferece.

Mas nem sempre foi assim. Por volta dos anos 90 a empresa não tinha um bom plano de marketing, e nem o líder Steve Jobs, apenas computadores caros que não combatiam a concorrência. Ao readmitir o líder, ela decidiu sair da zona de conforto e começou a produzir os aparelhos que tanto cativaram os clientes.

 

3- Superando as incertezas

Você deve conhecer o termo “startup”, que designa um grupo de pessoas trabalhando em um modelo de negócios passível de crescimento, mas que tem o grande desafio de lidar com incertezas extremas.

E você conhece o LinkedIn, rede social voltada aos profissionais? Ela é considerada uma startup, pois contava com poucas pessoas e uma ideia, que demorou para explodir. Mas apesar das incertezas quanto ao futuro, em seis anos a empresa já estava com 50 milhões de usuários cadastrados. Hoje, é considerada uma ferramenta de recrutamento eficiente, utilizada pelas maiores empresas do mundo.

 

4- Crescendo  

A Coca-Cola foi fundada em 1886 nos Estados Unidos. A história dessa bebida é bastante curiosa, uma vez que se acredita que a ideia inicial do farmacêutico John Pemberton não era desenvolver a fórmula de uma bebida que cairia no gosto do mundo e que traria recompensas bilionárias, a história contada diz que o farmacêutico pretendia elaborar um novo tônico que resultou na Coca-Cola ao misturar água gaseificada com aromatizante cor de caramelo. Um pouco frustrado com o resultado, Pemberton, no ano de criação, vendia a bebida em sua farmácia, mas não sabia como explorar o composto gerado de modo a obter lucro com a bebida. Sabendo do resultado da mistura de Pemberton, Asa Candler, também farmacêutico, mas com uma noção mais acurada do mundo dos negócios, comprou a fórmula e o refrigerante produzidos por Pemberton. Menos de três anos depois, com a criação do logotipo da marca e com o forte investimento em estratégias de marketing, como propagandas e promoções, a Coca-Cola se espalhou pelos Estados Unidos e, posteriormente, ganhou o mundo com o seu sabor diferenciado.

 

5- Encontrando o produto e o público certos

A empresa de cosméticos surgiu nos Estado Unidos, em 1986, a partir do trabalho de David H. McConnel, que em sua atividade de vendedor de livros – que consistia em bater de porta em porta oferecendo os livros às mulheres que geralmente estavam em casa – tinha o hábito de entregar uma amostra grátis de perfume para suas clientes quando fechava uma venda. Conforme o tempo foi passando, ele percebeu que os perfumes agradavam o público feminino mais do que os próprios livros. Foi a partir desse momento que ele resolveu deixá-los de lado e ingressar no comércio de perfumes, fundando a California Perfume Company. Na medida em que as vendas aumentavam, McConnel resolveu expandir seu negócio e contratou sua primeira revendedora, Persis Foster Eames Albee, que percebendo os bons frutos que o novo empreendimento poderia gerar teve a ideia de chamar outras mulheres para fazer a revenda. Avon foi o nome escolhido, posteriormente, para designar a empresa de cosméticos que, hoje, é internacionalmente reconhecida.

Depois de tudo isso, vou te dizer o que eu penso: se você está disposto a batalhar pelo seu negócio e tem tempo para se dedicar a isso, vá fundo porque, assim como aconteceu com esses empreendedores, o sucesso pode estar te esperando!

Falando nisso, você tem alguma história de sucesso para contar? Quero ouvir todas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *