Líder, quer ser amigo do seu colaborador?

PITCH DO FUTURO: OS AVANÇOS DA NEUROCIÊNCIA A FAVOR DO SEU SUCESSO
20 de fevereiro de 2020
O conhecimento NÃO te faz Líder!
5 de março de 2020

Liderar uma equipe muitas vezes se torna um trabalho solitário, afinal, você precisa entregar mensagens difíceis e nem sempre pode ser transparente com os colaboradores quando se trata dos seus próprios desafios. E ainda tem mais! Você precisa manter as decisões importantes em sigilo até o momento certo.

Difícil, não? Essas são atribuições que os Líderes precisam saber lidar, em cargos de autoridade, esses são os fardos que você deve carregar. Mas, todos nós precisamos nos relacionar com pessoas, não é verdade? Por isso, muitas vezes o Líder cria um vínculo de amizade com alguém da equipe, mas uma coisa é ser colega de trabalho e outra totalmente diferente é possuir uma amizade real.

Ser amigo verdadeiro do seu colaborador pode te colocar em maus lençóis. Você pode ser amigo de alguém que trabalha para você, especialmente quando seu papel exige que você guarde segredos?

A resposta é: depende. Agora você me pergunta… “Mas, por que depende, Laila?”

Pense comigo, caso você se torne muito amigo de um colaborador, começam a sair juntos, fazem viagens juntos, se tornam amigos da família do outro etc. Um belo dia, você descobre que vai ter que demitir seu amigo. Como você agiria nessa situação? Você, como Líder, precisa guardar esse segredo, mas será que seu amigo vai entender e saber separar vida profissional da pessoal? 

Essa é a grande questão! Existem amigos que entenderiam perfeitamente seu posicionamento como Líder, mas também existem as pessoas que não suportariam essa “traição”. 

Por isso, é preciso analisar muito bem a situação e deixar claro a posição profissional de cada um. É possível cultivar uma amizade entre Líder e colaborador, mas é preciso saber gerenciá-la. Quer saber como fazer isso? Então leia os tópicos a seguir:

– Escolha seus amigos com cuidado

Parece um conselho velho, mas é real e importantíssimo de ser seguido. Ter um amigo que é membro da sua equipe requer um grau de confiança elevado de ambas as partes e isso não é possível em todas as relações de trabalho. 

Ambas as partes devem ser maduras, estabelecer limites e possuir uma comunicação clara sobre assuntos que envolvem o trabalho.

– Defina as expectativas no início

É seu dever como Líder estabelecer limites entre o ambiente profissional e pessoal. Seja transparente quanto ao que você pode ou não compartilhar. Deixe claro que não é uma questão de confiança, mas, sim, de ética.

-Seja claro sobre as conversas

Outro aspecto extremamente importante é ser claro sobre o tipo e posição é a conversa, ou seja, quando estiver conversando diga algo como: “Vamos falar sobre isso como amigos” ou “Este é um tópico sobre o trabalho e eu gostaria de abordar com você”.

Também verifique se seu amigo está confortável em ter esse tipo de conversa no momento. Como Líder, você pode abordá-lo e dizer “Preciso saber como estão as coisas no seu projeto, podemos falar sobre isso agora?”.

– Seja transparente com os outros

Seja claro com os membros da equipe sobre sua amizade e mostre que no ambiente de trabalho todos são tratados da mesma forma e que não existe privilégios entre você e seu amigo. 

Tenha cuidado com as palavras e feedbacks, e não fale sobre o seu amigo mais do que o necessário. Assim, vai demonstrar que no trabalho seu amigo é um membro da equipe como todos. 

– Faça seu trabalho

Você trabalha para uma empresa e já deixou isso claro para o seu amigo, então faça o seu trabalho. Seja direto e rápido em se comunicar, especialmente quando se tratar de um feedback negativo ou notícias desagradáveis, como uma dispensa.

Mesmo que você tenha medo de magoar o seu amigo ou que ele fique na defensiva, fale e esteja preparado para os momentos difíceis e os desentendimentos.

Ao encerrar uma conversa, diga ao seu amigo que, da sua parte, a amizade continua. Porém, dê espaço para que ele possa tomar a própria decisão.

Para que um relacionamento de amizade entre Líder e subordinado sobreviva, é preciso estabelecer os limites dentro dos quais você será capaz de se comunicar e o outro precisa confiar que suas ações são profissionais e não pessoais.

Fora tudo isso, sim, é possível ser amigo do seu colaborador. O que acha sobre isso? 

Você, Líder, possui dúvidas de como agir diante de certas situações? Eu sei bem como é isso! Durante minha carreira enfrentei muitas situações enquanto Líder e aprendi muito, por isso hoje ministro Mentoria Estratégica.

Em minhas Mentorias, mostro como um profissional deve agir em determinadas situações e como conduzir conversas difíceis. Conheça mais sobre o meu trabalho. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *