Saber ouvir aumenta a sua força!

Descubra como uma técnica que entra no cérebro do seu cliente pode alavancar as suas vendas instantaneamente!
30 de maio de 2017
Valor e preço não são a mesma coisa.
19 de junho de 2017

Se lembra daquela brincadeira chamada “telefone sem fio”? Era uma brincadeira que se baseava em “ouvir”.

Se não, vamos relembrar:  você se reunia com um grupo de amigos, e um deles iniciava dizendo alguma coisa no ouvido do outro. Essa mensagem ia passando, um tinha que ouvir o outro, até que chegasse na última pessoa, e esta revelasse o conteúdo – que, no final, sempre estava (bastante!) destorcido.

E o que isso tem a ver com saber ouvir? Muita coisa.

Você é capaz de ouvir o que quiser, ouvir muito ou ouvir pouco. Ouvir certo, ou ouvir errado. E isso pode tanto te  prejudicar, como te ajudar bastante.

Confuso?

Vamos lá:

Toda vez que você assistir à uma palestra ou curso na empresa, quanto mais você ouvir, mais conteúdo você assimila.

Toda vez que seu chefe diz alguma coisa em uma reunião, ainda que ouvindo a mesma coisa, você tem a chance de ouvir e captar algo diferente dos outros – e assim, propor uma nova ideia ou solução para um problema.

 

Perguntar

Além de ouvir, perguntar é importante. Quando não tem medo de perguntar, você aprende mais e colhe mais informações.

 

Ser empático

Ouvir os outros (tanto seu gestor quanto seus colegas de trabalho) desenvolve a sua capacidade de se colocar no lugar do outro – ou seja, sua empatia. E como já te falei por aqui, a empatia é uma das características mais procuradas pelas empresas.

 

Evitar problemas de comunicação

Tome cuidado! Ouvir mal ou ouvir errado pode também acarretar problemas de comunicação (internos e externos) na empresa. É o mesmo esquema do telefone sem fio: no final, a mensagem fica distorcida e prejudica o último ouvinte.

 

De qualquer forma, saber ouvir pode aumentar a sua força. Um artista é artista porque consegue enxergar além das pessoas comuns, sobrepor a subjetividade e expressar tudo isso em suas obras. Isso também vale para um bom ouvinte: ele é um bom profissional porque é capaz de ouvir, absorver, transformar conhecimento e expressar tudo isso em resultado. Um bom ouvinte é proativo e empático.

E você, sabe ouvir? É um bom ouvinte? Se não, o que está esperando para se tornar um? 😉

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *