Sem Conteúdo? Não Entre em Pânico!

O Líder Cartógrafo – Conheça a Importância dos Mapas de Liderança
21 de julho de 2016
Pokémon Go – Temos que Pegar Todas as Oportunidades!
8 de agosto de 2016

Você já se viu em uma posição que tinha dificuldade de criar um conteúdo novo? As vezes, é difícil pensar no que falar? O que fazer nessa situação?

Não entre em pânico, muitas pessoas já estiveram lá. O primeiro passo é pensar exatamente o que causa essa “falta de conteúdo“.

Existem pessoas que, em uma reunião, ou mesmo em um encontro social, entram mudas e saem caladas. Não que elas sejam tímidas ou reservadas… É que muitas vezes falta conteúdo para essas pessoas desenvolverem uma conversa inteligente. O bate-papo não flui porque elas simplesmente não têm o que dizer ao interlocutor, ao menos nada que considerem interessante.

Há também aquelas pessoas que falam em demasia, mas os pensamentos são sem nexo e ilógicos. É como se as ideias não tivessem fundamento, algo sem “pé nem cabeça”, que não leva a lugar nenhum. As palavras se expressam livremente, mas com conceitos ficam sem sentido e que também atrapalha a comunicação. É outro caso de falta de conteúdo.

Quem não tem conteúdo nos dias atuais fica em situação vulnerável, pois não consegue alçar voos mais altos no seu empreendimento. Para obter um novo cliente, conseguir uma nova parceria ou mesmo liderar uma equipe que exige uma visão estratégica global, você precisa transformar informação em conhecimento.

É impossível absorver conhecimento se ficamos no “piloto automático”, prisioneiros das mesmas rotinas e dos mesmos hábitos. Eu, pessoalmente, acho triste ver pessoas assistindo por anos aos mesmos programas de TV, todos os dias, como se fossem verdadeiros reféns da telinha. Assim, a percepção do indivíduo pode ficar limitada e empobrecida, capaz de se comunicar apenas com quem compartilha seu interesse pela mesma programação.

Adquirimos conteúdo de diversas maneiras, principalmente quando nos tornamos receptivos e queremos aprender coisas novas a respeito o mundo, da vida e das pessoas. É por isso que muitas pessoas falam que uma característica essencial para os líderes é a curiosidade.

Vou repetir mais uma vez, pois acho que isso é crucial: líderes devem ser curiosos.

Muitas pessoas não tem conteúdo porque “bebem” sempre da mesma fonte de informação. Assistem aos mesmos filmes “que todo mundo assiste”, leem os livros que “todo mundo está lendo” e viajam aos locais/pontos turísticos para onde “todo mundo quer ir”.

Na hora da reunião, ao apresentar um projeto ou vender uma ideia para um cliente importante, o indivíduo “sem conteúdo” tem dificuldades, trava, porque só tem para oferecer aquela informação padrão e massificada que todo mundo já conhece e compartilha.

Para enriquecer nossa comunicação e ampliarmos nossa capacidade de articular diversos assuntos, precisamos diversificar as informações que recebemos. Temos que sair da “zona de conforto” e buscarmos novos caminhos.

Então, devemos nos aventurar onde poucos ousaram ir!

O primeiro passo para atingir esse objetivo é ler livros (ir além dos que estão na lista dos mais vendidos) e jornais diariamente, assistir a filmes/documentários fora do círculo de Hollywood (nada de filmes de super-heróis por algum tempo!) e fazer roteiros gastronômicos diferentes do habitual. Procure visitar exposições e museus que nunca teve a oportunidade de ir, conhecer lugares fora do padrão turístico, ouvir e apreciar shows ao vivo de bandas que você nunca ouviu falar antes.

Depois de se nutrir com conhecimento e programas culturais, discuta e troque ideias com seus colegas e familiares sobre essas experiências. Sócrates dizia que o hábito de debater e expressar nossos pensamentos amplia nossa visão do mundo e nos faz enxergar as coisas do cotidiano por novos ângulos.  E essa é uma habilidade que todo líder deve ter: comunicação estratégica.

Arte, cultura e novos pensamentos renovam nossa sensibilidade e inteligência. Leia, analise  e, principalmente, questione tudo o que chega a você. Sempre.

O trabalho de um líder nunca acaba quando o assunto é autodesenvolvimento. Quanto mais você aumentar o seu repertório, mais pessoas você será capaz de atingir, influenciar e convencer!

Quer mais dicas? É só clicar aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *