A sua equipe está desmotivada? Saiba que o problema pode estar muito mais embaixo!

Quando A Paixão Vence As Cifras
19 de outubro de 2018
Comunicação com Resultados! Esse é o meu lema. E qual é o seu?
9 de novembro de 2018

Frequentemente sou contatada por inúmeras corporações que procuram treinamentos com o objetivo de solucionar problemas relacionados ao fato de as equipes estarem desmotivadas.

Essa é, sem dúvida, uma das piores situações que um líder enfrenta em um ambiente corporativo.

Isso porque uma equipe desmotivada, estagnada e com pouca iniciativa resulta na baixa produtividade da empresa como um todo, na falta de comprometimento, de atenção, de união, de empatia, ou seja, não há, de fato, o trabalho em equipe entre os colaboradores.

 

Esse aspecto, além de impulsionar o prejuízo financeiro, também é responsável por prejuízo humano (que é muito pior), pois por trás de uma equipe desmotivada está a inexistência de conexão e propósito entre líderes e colaboradores.

 

A motivação dos colaboradores é o combustível que conduz qualquer negócio ao sucesso, por isso, é fundamental mantê-los integrados à missão e aos valores da companhia acima de tudo.

 

Então, se você e outros líderes da empresa identificam um ou mais de um colaborador desmotivado, sei o que vocês precisam. Vocês precisam de qualificação e aprimoramento para si como forma de aprender a lidar com esse tipo de situação. Somente dessa forma vocês se atualizarão e, também, aprenderão técnicas e estratégicas de liderança para lidar com as chamadas “crises” no ambiente profissional.

Além disso, é importante dizer que esse tipo de treinamento é uma forma de promover a reciclagem dos líderes para que eles possam entender e melhorar a relação com seus liderados.

 

Sim! Colaboradores desmotivados representam uma das crises mais relatadas dentro das empresas! Caso esse quadro não se reverta, consequências ainda mais sérias podem ser desencadeadas.

 

Todas as grandes corporações fora do Brasil já se renderam a este tipo de treinamento como forma de munir seus gestores de técnicas para reverter, de maneira ética e saudável, essa crise.

 

E o primeiro passo que você, como líder, deve dar é saber ouvir! Mas ouvir de verdade! Ouvir o que o outro tem a dizer e, a partir do que escutou, fazer uso de uma argumentação objetiva, clara e bem-construída para resolver esse tipo de situação da melhor forma possível.


Tenha sempre em mente que, em momentos como esse, é preciso saber utilizar a influência e a argumentação assertiva como forma de reverter a crise, garantir
melhores resultados, estimular a proatividade e, consequentemente, o engajamento de cada colaborador que estava, até então, “adormecido”.

Isso acontece porque quando os colaboradores veem por parte dos líderes e da própria empresa ações concretas que mostram que eles estão realmente preocupados e focados em progredir, a motivação e a conexão são estabelecidas imediatamente. 

 

Equipe desmotivada? Não mais!


Acredite, em muitos casos de estagnação ou desmotivação, os colaboradores não são o motivo. Os verdadeiros causadores são os líderes que estão despreparados – no caso dos líderes de primeira viagem – ou, na melhor das hipóteses, desatualizados e, por isso, precisam de um treinamento de liderança para gestores.



Perceba que a solução para um problema tão crítico como a falta de interesse dos colaboradores de uma corporação não vem de fora, mas da própria corporação, então, se você é líder, busque, hoje mesmo, um treinamento de qualidade e se surpreenda com o desempenho dos seus liderados!

 

Equipe desmotivada? Nunca mais! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *