Autoridade x Credibilidade

Você sabe como usar a comunicação para fazer o seu público a “comprar” você?
13 de junho de 2018
Aprenda a Ouvir para saber como Influenciar
27 de junho de 2018

Quando você pensa em credibilidade, quem é a primeira pessoa que você pensa?

Vamos, tente encontrar alguém que te inspire!

Uma pessoa que tem um cargo que você gostaria de ter? Um líder político? Um colega da empresa? Um superior?

Quais são as principais características dessa pessoa? Quais aspectos mais te chamam a atenção?

Como essa pessoa se porta diante da sociedade e/ou mídia? Como é desenvolvido seu discurso?

Há alguns dias, pesquisando na internet, encontrei uma notícia bastante interessante relacionada à figura do líder. Você sabia que, de acordo com a Gazeta do Povo, apenas um terço das empresas estão satisfeitas com seus líderes?

Quando você vê esse tipo de informação, o que você acreditar que está faltando para esses líderes? Por que será que tantos líderes não estão deixando os seus colaboradores satisfeitos? Falta ouvir mais? Faltam mostrar uma comunicação clara e coerente? Ou será que falta desenvolver estratégias comunicativas.
?

Aliás, você como líder…

… tem o hábito de fazer uma autorreflexão sobre sua postura diante da equipe ou demais colaboradores? Se enxerga uma autoridade ou julga ter credibilidade perante aos outros?

Sabia que a Autoridade e a Credibilidade andam juntas, mas há uma diferença bem sutil?

Sim!!! Deixa eu te explicar melhor!

A base de qualquer comunicação bem-sucedida é a Credibilidade que seu interlocutor atribui a você, antes mesmo do início da conversa. Essa Credibilidade é o que impulsiona e reforça seus argumentos, levando o outro a reconhecer a Autoridade que você levou tempo para construir.

Pois bem! A Autoridade é algo que depende de você, que é construído a partir de estudo, de desenvolvimento de estratégias e de prática/experiência, que, quando bem articulados, resultam em Conhecimento, Competência e Coerência.

Já a Credibilidade é a consequência desse trabalho que você realiza consigo mesmo. Em outras palavras, é um atributo que o seu público, as pessoas das esferas sociais e profissionais das quais você participa atribuem a você.

Chegar a esse lugar tão almejado pode parecer muito difícil, mas se você dominar técnicas e souber aplicar as estratégias adequadas, sua capacidade de argumentar e de se tornar crível pode tomar proporções nunca antes imaginadas.

 

E como isso é possível?

 

É possível por meio de Soft Power. O poder suave é o poder da comunicação. Aquele utilizado nas “batalhas” do dia a dia, sem agressividade. É a comunicação fazendo o seu melhor papel: conseguindo o SIM para você.

Um abraço,

Laila Vanetti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *